sábado, 9 de julho de 2011

Tio Brito.

Segundo a profª Corália Ramos Bemfica, em entrevista com dnª Gecy Luz Endress, Tio Brito, como era conhecido, era uma boa pessoa, viveu na metade do século XX. Um andarilho, homem honesto que circulava pela cidade e arredores, com invulgar sabedoria sobre ervas e chás. reconhecia cada espécie vegetal e sabia suas propriedades e ensinava o que sabia a quem solicitasse. Não cobrava nada por seus conselhos ou chás, mas aceitava e agradecia quando lhe ofereciam um prato de comida, um café, um pouso ou agasalho. No bairro Madre Teresa, existe uma rua homenageando seu nome.
Conta-se que era filho de escravos do Cel. Sezefredo Torres.
Foto: Fernando Barbieri.
Tio Brito em rara foto.1966.

3 comentários:

  1. parabens para quem postou essa raríssima foto, nem sabia que alguem pudesse ter guardado uma foto do tio brito.parabens mesmo !!!

    ResponderExcluir
  2. Que legal ver esta foto,mas quando era pequena e morava ai morria de medo do Tio Brito.

    ResponderExcluir
  3. Quantas vezes Tio Brito sentado ao redor do Fogo do Galpão, lá em casa, contava suas histórias comigo ao colo, e ao lado, meu pai ouvindo atento suas histórias sobre a escravidão...
    Tio Brito, foi o último escravo vivo da nossa terra...
    Ele trazia sempre pra minha mãe, um chá dificil de ser encontrado na região: o chá de quina... que nem sei pra que servia na época... eram outros tempos...
    Como um dia, alguem disse: " a gente era feliz e não sabia! "

    ResponderExcluir